NOTÍCIAS

15 JUL 2018

Governo Temer garante pagar reajuste dos militares, mas não dos PRFs e PFs

Fonte: Blog Servidor Público

A despeito da proposta da equipe econômica de incluir, no Orçamento de 2019, o adiamento para 2020 dos aumentos dos servidores públicos, os militares ficarão de fora da medida e terão os soldos reajustados. Fontes do Palácio do Planalto garantem que o presidente Michel Temer assumiu compromisso com a caserna e não vai voltar atrás. Os militares têm tido papel importante no atual governo.

Na avaliação do Planalto, os militares têm condições diferenciadas de trabalho e isso deve ser levado em conta na hora de se definir a política salarial da categoria. Tanto o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, quanto o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, dizem a proposta de adiamento dos reajustes de salários valerá para os militares. Assessores de Temer garantem que o aumento dos soldos em 2019 está garantido.

Pelo acerto feito com o governo, ratificado pelo Congresso, os militares vão receber aumento médio de 27,9% em quatro parcelas. A primeira foi paga em agosto de 2016, a segunda, em janeiro de 2017, e a terceira, em janeiro deste ano. A próxima parcela está prevista para ser paga em janeiro de 2019. Somente no ano que vem, esse reajuste custará quase R$ 5 bilhões.

Quando fechou a correção dos soldos, o governo optou por dar aumentos diferenciados aos militares, dependendo do posto ou da graduação. Os reajustes variam entre 24% e 48% Na Aeronáutica, no Exército e na Marinha, a visão é de que o governo não rasgará o acordo firmado com as Forças. Há, inclusive, uma movimentação para tentar bloquear qualquer proposta de adiamento dos reajustes. “O governo não vai brincar com isso”, diz um representante de uma das Forças.

-

Opinião do Diretor Jurídico Márcio Azevedo:

É revoltante o Governo Federal ficar elogiando a PRF e, na hora H, garantir somente o reajuste das Forças Armadas, dizendo que as FFAA tem papel importante no Governo Temer.

Quem tem se destacado tanto na Intervenção Federal no RJ, com a Operação ÉGIDE, como se destacou quando da Greve dos Caminhoneiros, é a PRF.

Elogio do Governo Federal não paga conta de supermercado. O que cada PRF deseja e merece é *valorização salarial* e certeza de que o reajuste previsto em LEI (L. 13.371/2016) será pago em JAN2019, tal qual o Governo Temer está afirmando que acontecerá para com o reajuste dos militares das Forças Armadas.

Acrescente a esta *discriminação* do Governo Temer CONTRA a PRF e CONTRA a PF, a certeza de que o Governo Temer já manifestou o desejo de interromper a Intervenção Federal para aprovar a PEC 287, Reforma da Previdência, que não mexe na previdência dos militares das FFAA, nem dos PMs ou dos Bombeiros Militares, mas que *destrói* a Aposentadoria Policial dos Policiais Civis Estaduais e dos Policiais Civis Federais (PRF e PF).

Pelas atitudes deste Governo Federal é possível afirmar que ser Policial Civil e trabalhar duro em favor da sociedade, inclusive com exposição da vida ao RISCO inerente ao cargo policial, não vale a pena.

A Categoria PRF exige respeito e vai lutar pelo JUSTO, porque merecido, reajuste salarial previsto em LEI para JAN2019 e vai lutar também pela JUSTA, porque merecida, Aposentadoria Policial nos moldes da Lei Complementar 51/85.

Avante PRF, pois o lema é UNIR PARA VENCER!

CONVÊNIOS

TODOS

GALERIAS

TODAS

OUTRAS NOTÍCIAS

TODAS